Follow:
Podcast

TUDO SOBRE PUGS

Tudo sobre Pugs

Olá, pessoal! Bem-vindos ao Segundo Programa do Podcast Sobre Cães. Nesse post vamos falar sobre a Raça PUG, que é um dos grados do Sobre Cães, onde falaremos sobre raças, contando seu histórico, origem e peculiaridade delas, conversando com tutores apaixonados por cada raça.

ORIGEM DOS PUGS

Os PUGS foram criados na época dos imperadores chineses para serem cães de companhia e de alerta para possíveis ameaças, como invasão nos quartos, porém o que se vê nos quadros é que os PUGS originais tinham focinhos mais longos, entre outras diferenças. Após várias cruzas de seleção de características genéticas e físicas, o exemplar perfeito da raça, como pede o Kennel hoje, é bem diferente do PUG dos imperadores, embora ainda se encontre pugs com focinhos de vários tamanhos e pesos diferentes, mas o que se nota de original e é marca registrada dos PUGS é o rabinho enrolado.

Embora com origem na China, os PUGS ganharam notoriedade quando chegaram na Holanda e principalmente na Inglaterra, quando se tornou o cão da rainha. No Brasil, ele se popularizou de fato após o lançamento do filme ‘MIB – Homens de Preto’, em 1997, que foi quando a Fran também teve contato com a raça e se apaixonou e se popularizou nas ruas de uns 10 anos pra cá.

1.       CUSTOS DE UM PUG

A primeira informação é que o ideal é você comprar um cão e de um local sério, que cuide bem de suas matrizes, a fim de não incentivar os criminosos canis clandestinos que exploram matrizes com crias a cada cio, sem cuidados veterinários, má alimentação etc.

Além disso, cães de boas linhagens e de um canil sério, permite ter um exemplar ideal, sem risco de mudanças na raça, o que pode gerar problemas para o filhote, por cruzas irresponsáveis. E sim, é caro, um filhote de PUG num bom canil, com matrizes bem cuidadas e linhagens boas, pode custar R$5000,00.

E os gastos acompanham toda a vida do seu PUG, pensando que é uma raça com problemas de pele, como dermatites, que exigem dela uma ração de alta qualidade (super premium, de preferência), produtos específicos para banho, higiene do focinho, dos olhos e ouvido, além de tratamento das crises de dermatite, por exemplo.

Mas é fato que o quão caro ou não será cuidar de um PUG ou qualquer outro cão, depende do quanto você pretende investir nele, na experiência de ter cães e das necessidades de cada pet.

2.       CUIDADOS COM SEU PUG

Um PUG exige alguns cuidados específicos, além dos cuidados gerais de um cão. Por serem cães braquicefálicos, eles exigem cuidados e muito atenção com o calor e respiração deles em dias quentes, como cuidados com os passeios, que devem ser curtos e em momentos bem frescos do dia, para que se respeite os limites físicos do PUG e faça do passeio um momento de atividade física e diversão para o cão e não um sofrimento. Levar garrafas de água para o seu PUG no passeio também é importante para refrescar e hidratar seu pet.

Os cuidados com higiene também são muito importantes. Além de banhos com um mínimo de 15 dias de espera e escovação de dentes, ao menos uma vez por semana é fundamental eu se limpe os olhinhos e o nariz com produtos específicos, pois a falta de cuidado com as dobrinhas do focinho do PUG pode gerar assaduras e mal cheiro. No vídeo abaixo a Fran mostra como limpar essa área do focinho do PUG:

 

Por fim, os cuidados com os olhos dos PUGS são fundamentais, já que eles não tem uma caixa craniana que proteja os olhos como nas outras raças, qualquer coisa pode acabar machucando ou arranhando a córnea do Pug, como bater em um móvel, se envolver em uma briga ou até mesmo uma brincadeira. Em caso de qualquer fator estranho nos olhos de um PUG você não deve automedicar e sim correr para um veterinário, para tentar salvar os olhos do seu PUG.

3.       CARACTERÍSTICAS MARCANTES DO PUG

Fisicamente, a gente identifica um PUG facilmente pela fuça achatada e o rabinho enrolado para cima. Além disso, espera-se que exemplares ideais da raça pesam até 8kg e a média é que viva pelo menos uns 12 anos, mas ele pode chegar até 18 anos. As características vão muito além do físico.

PUGS são extremamente companheiros, gostam da companhia humana e do contato físico, é comum gostarem de deitar ao lado do tutor ou nos pés, gostam de dormir junto com seus humanos, de colo e estão por perto o tempo todo, por isso são cães ideias para quem se sente sozinho e quer um cão exatamente para fazer companhia.

Por serem cães dóceis e tranquilos, PUGS são indicados para toda a família, inclusive com crianças e idosos. Claro que na fase filhote são sempre mais agitados como todo cachorro, mas quando adultos são cães mais calmos e podem ser ótimos para casas de idosos.

E para famílias com crianças, não é comum da raça ser agressivo ou morder (claro que isso também depende de uma boa educação) e por serem ativos, gostarem de brincar e correr, PUGS podem ser ótimos amigos de brincadeiras para a criançada, claro, com supervisão de um adulto.

4.       ADAPTAÇÃO DO PUG

Por serem cães de companhias, PUGS não precisam de muito espaço, desde que você dedique parte do seu tempo para passeios diários com ele. Isso porque ele não é um cão de correr, brincar tanto pela casa o tempo todo, ele gosta de ficar perto do seu tutor, portanto não faz muita diferença se ele tem um quintal enorme para percorrer ou se vive num apartamento de 40m².

Outra adaptação interessante é que, se for educado e treinado desde filhote, ele se acostuma a ficar sozinho em casa sem grandes problemas. Mas claro, isso pode variar de cão para cão, pois alguns sofrem de ansiedade por separação e nesse caos é interessante que você busque meios para amenizar isso como adestramento, consultoria comportamental e enriquecimento ambiental.

 

5.       PASSEIOS E BRINCADEIRAS COM PUGS

Por ser um cão braquicefálico, os passeios devem ser curtos e frequentes, então ao invés de 1 passeio de 40 minutos à noite, você pode fazer um de manhã e um no final do dia de 15 a 20 minutos, pois eles cansam rápido. Evite horários muito quentes, pois isso prefiro antes das 10 e depois das 16. O calor pode levar seu PUG a óbito.

 

Cada cão pode ter preferências por brinquedos diferentes, o Jotapeg e a Nutella gostam de brinquedos de enriquecimento ambiental, como alguns recheáveis e também de mordedores e até de buscar a bolinha, pois é uma brincadeira que diverte e cria um contato com seus tutores o que agrada muito os PUGS, afinal, eles amam gente, lembre-se!rs

Quer saber mais? Ouça o programa para conhecer a experiência da Fran com o Jota e a Nutella do @amigopug!

 

Você também vai gostar de ouvir: POR QUE TER UM CACHORRO

E você, já pensou em ter um PUG? Agora que você já conhece um pouco sobre a raça, NESSE LINK a Fran nos mostra 5 motivos para ter um PUG ou tem uma experiência com a raça para nos contar? Comente aqui e vamos conversar!

Um abraço dos humanos desse podcast e lambeijos do Jotapeg, da Nutella, do Sam  e dos Ursinhos ChowChow!

Related:

Postagem Anterior Próximos Posts

2 Comentários

  • Resposta sonia maria de campos

    Parabéns, muito bom, perguntas bem respondidas e de fácil entendimento.

    03/06/2019 a 3:08 pm
    • Resposta Fernanda Rabaglio

      Olá, Sonia!!! Que bom que gostou e que pudemos contribuir um pouquinho. Pug é uma raça incrível, mas precisa de cuidados bem peculiares e dividir isso é sempre muito especial, né? 🙂

      05/25/2019 a 12:49 pm

    Deixe seu comentário