Follow:
Podcast

Chow Chow: Vantagens e Desvantagens da Adoção – Historia do Leon

chow chow

Olá, bem vindos ao 13 Programa do nosso podcast! O episódio abaixo traz pra gente a histório do Leon, um Chow Chow macho, que foi abandonado já adulto e resgatado pela Fê Rabaglio, e que hoje faz o maior sucesso como um dos Ursinhos Chow Chow no Instagram.

A história de abandono do Leon e de muitos outros cachorros é uma realidade latente na sociedade atual. Existem milhares de casos de abandono de cães e esse número só vem aumentando ao longo dos anos. 

E para quem pensa que apenas os cães vira-lata ou sem raça definida são abandonados, não é verdade. Há muitos cachorros de raça sendo largados na rua por seus donos. Os motivos são vários: falta de tempo, arrependimento, inexperiência, irresponsabilidade, desapontamento quanto ao comportamento do cão, e por aí vai.

Esse é um problema sério que o nosso podcast abaixo vai explicar através do exemplo da história do Leon, para que possamos entender porque isso acontece e como podemos evitar todos esses abandonos de cães. 

Dá um play aí embaixo e vem ouvir com a gente!

O que você precisa saber antes de adotar um Chow Chow

O Chow Chow é uma das raças de cachorro mais antigas no mundo, acreditando-se ser uma das primeiras raças primitivas que evoluíram diretamente do lobo cinzento, um ancestral direto do cachorro. 

A ascendência da raça é atribuída à China por historiadores que afirmam ele ter chegado ao país acompanhando as tropas mongóis na invasão de 1215. Originalmente, se estabeleceram na China com a função de cão de guarda de mosteiros e de caça da nobreza na época do Império.

Daí já dá pra se ter uma ideia do seu temperamento natural. Mas ele também é um cão que encanta a todos pela sua linda aparência de “urso de pelúcia”, com pelagem exuberante, “juba” de leão e língua de coloração escura, principalmente quando ainda filhote. 

O fato de que muita gente se esquece é que, como todo cão, o Chow Chow também cresce um dia e deixa de ser filhote. Além de ter um porte grande, ele é um cachorro de características, cuidados e manutenção muito peculiares, por isso exige muita pesquisa antes de adquirir para saber se ele vai se adequar ao seu estilo de vida.

Do contrário, há grandes chances do seu Chow Chow acabar como o Leon, abandonado pelos seus donos, e o pior, não ter a sorte de ser resgatado e adotado por uma dona amorosa que entende o seu temperamento.

Por isso, antes de comprar ou adotar um Chow Chow, pratique a adoção responsável, pesquisando bastante antes sobre a raça. Para ajudar, leia abaixo as vantagens e desvantagens de adotar um Chow Chow. 

Vantagens da adoção:

Existem muitas vantagens em conviver com um cachorro, mas nem todas as raças são igualmente adequadas a todos os estilos de vida. No caso do Chow Chow, sua reputação não é das melhores por conta do temperamento característico, mas quando bem treinados, são cães capazes de ser excelentes companhias.

Embora a sua fama seja de bravo e traiçoeiro, a verdade é que todo cachorro precisa de uma criação amorosa, firme e com limites para que ele se torne um cão educado. O Chow Chow não é nenhuma exceção, veja abaixo as vantagens em adotá-lo:

  • Independente: não exige a companhia do dono em tempo integral, excelente opção para quem costuma passar um tempo fora de casa.
  • Não é ativo: ele não necessita de tanta atividade física, um longo passeio pela manhã ou pequenas atividades ao longo do dia já é suficiente para ele.
  • Boa opção para apartamentos: por não ser muito ativo, ele pode se a dequar a espeços menores, desde que tenha chances de passear diariamente.
  • Excelente cão de guarda: naturalmente alerta, capaz de avisar  seus donos sobre algo diferente, embora não deva ser treinado a atacar ninguém.
  • Fiel e protetor: por conta da linguagemd e cão de guarda, ele é muito fiel à sua família e bastante protetor de quem ama e convive.
  • Calmo e tranquilo: por conta do temperamento reservado, apresentando-se muitas vezes calmos e tranquilos, sendo bastante silencioso.
  • Sociável: Ele costuma fazer amizade com outros animais da casa, desde que socializado de acordo e desde filhote.

Desvantagens em adotar o Chow Chow

Conhecendo o temperamento do seu Chow Chow e tendo consciência de que muito do seu comportamento negativo tem à ver com a sua criação e falta de adestramento adequado, muitos dos mitos que envolvem a raça acabam se desfazendo.

Nem todo Chow Chow é bravo, mas sabemos que ele é independente e não precisam de tanta atenção. Por outro lado, ele é dono de suas vontades e só aceita carinho quando quer.

Há vários motivos para que o Chow tenha fama de mau, mas muitos estão relacionados à cruzamentos genéticos de linhagem agressiva proposital, problemas cerebrais que causam alterações no comportamento, falta de pulso humano na sua criação, entre outros.

Dito isso, algumas desvantagens em adotar um Chow Chow estarão relacionadas às suas características individuais e à forma como você terá que criá-lo:

  • Teimoso e menos receptivo a comandos: exige muita paciência e adestramento intensivo desde filhote para aprender a obedecer e ter limites. Assim, ele requer donos experientes ensiná-lo seu lugar na “matilha” e socializá-lo bastante desde filhote.
  • Sofrem no calor: por conta da pelagem exuberante, eles são menos tolerantes ao calor, por isso não podem ser expostos a temperaturas extremas.
  • Tendência à obesidade: por não ser muito ativo, tende à engordar. Assim, vai exigir atividades ao longo do dia ou caminhadas diárias, além de uma alimentação balanceada.
  • Manutenção alta: por conta da sua pelagem, o Chow exige bastante manutenção quanto à escovação, banhos regulares, tosa, etc, para evitar problemas de pele. Por isso, será preciso reservar uma certa quantia no orçamento para cuidar bem dele.
  • Problemas oculares: é comum na raça desenvolver entrópio, que pode causar anormalidades na pápebra. Por isso, essa região dos olhos requer cuidados e limpezas frequentes.

Pronto! O Chow Chow pode não ser o “ursinho de pelúcia” que você esperava, mas também não é nenhum monstro devorador de criança. 

Basta conhecê-lo um pouco melhor e cuidar dele com amor e carinho, impondo seus limites com firmeza, que ele vai ser capaz de obedecê-lo e respeitá-lo, sendo uma ótima companhia para toda a família!

Related:

Postagem Anterior Próximos Posts

Sem Comentários

Deixe seu comentário