Follow:
Podcast

Castração de Cachorro: Desvendando Mitos

Castração de cachorro

Olá, bem vindos ao 15० Programa do nosso podcast! O episódio abaixo, Castração – Veja principais dúvidas sobre castrar seu cachorro, responde uma série de dúvidas comuns de nossos ouvintes sobre castração de cachorro.

Será que você deve castrar seu cachorro? Existe diferença entre castrar um filhote e um adulto? Você conhece a anestesia inalatória? Há algum risco de morte para o cachorro? Por que é importante castrar o cachorro?


Todas essas perguntas serão respondidas no nosso podcast e também no nosso post abaixo para que você esclareça o assunto de uma vez por todas e possa tomar a melhor decisão para o seu cachorro.

Dá um play para ouvir ou tire todas as suas dúvidas abaixo também!

Por que é necessário castrar o cachorro?

A castração de cachorro é um assunto que gera muita polêmica, por conta dos muitos mitos, crenças e controvérsias ao redor do assunto. Mas, nem sempre tudo que se ouve e se repete por aí é verdade. 

Na verdade, a castração de cachorro é um procedimento super seguro e muito comum nos dias de hoje, para não dizer necessário. Além disso, ela é altamente recomendada por veterinários, devido aos muitos benefícios tanto para o cachorro quanto para os seus donos, e também para toda a sociedade.

Portanto, castrar o seu animal além de ser um ato de amor é também um atitude de grande responsabilidade. Isso porque a castração vai impedir principalmente a procriação indesejada, caso ele fuja ou tenha outros cachorros de sexo oposto no mesmo convívio. 

Além disso, a castração de cachorro contribui para que a quantidade de cães abandonados diminua e impede que estes cães sejam maltratados, ainda mais quando o cachorro não é de raça definida (vira-lata).

Já quando o cachorro é de raça, a procriação é quase sempre desejada pelo tutor ou criador. Mesmo assim, é muito importante que os cruzamentos sejam feitos com muita responsabilidade e bom senso, apenas entre animais saudáveis para não propagar doenças genéticas indesejadas. 

Portanto, caso o animal tenha alguma patologia hereditária comprovada, a castração de faz altamente necessária.

Mitos e benefícios da castração de cachorro

As vantagens da castração de cachorro são inúmeras, pois o procedimento não só promove uma melhor qualidade de vida para o cão e seu dono, como também ajuda a evitar uma série de problemas de saúde, além de comportamentos incômodos.

No entanto, apesar das suas vantagens, ainda existem uma série de mitos ao redor do assunto que acabam confundindo a mente dos tutores, gerando também muitas dúvidas.

Por exemplo, há quem acredite que o animal pode sofrer por nunca ter cruzado, possa adquirir maior propensão a desenvolver doenças, engordar, ficar preguiçoso, deprimido ou frustrado. Há até quem considere o procedimento cruel, como se fosse uma espécie de mutilação animal. 

Mas, não é para tanto. Veja abaixo:

Castração de cachorro torna o animal frustrado?

Não. Na verdade, os cães não precisam cruzar ou ter filhotes antes de serem castrados para ficarem satisfeitos ou se sentirem completos. Ou seja, a sua saúde física e mental não será comprometida pelo procedimento. Portanto, eles não vão ficar frustrados ou tristes por serem castrados.

Por outro lado, cães NÃO castrados podem sofrer toda vez que uma fêmea próxima entrar no cio e não puder cruzar. Isso porque os possíveis parceiros sentirão instintivamente a vontade de cruzar, inclusive a fêmea. Neste caso, se o desejo não for suprido, isso pode gerar uma frustração e um estresse constante na vida deles.

Castração de cachorro engorda?

É possível. Algumas raças de cães têm tendência a aumentar o peso após a castração, devido à diminuição da taxa metabólica basal após a gonadectomia, aumento da ingestão de alimentos e também pelo consequente sedentarismo.

Neste caso, as fêmeas castradas são mais predispostas do que os machos castrados à ganhar peso. Por este motivo, é fundamental incorporar uma rotina de exercícios físicos diários à vida do animal. 

Além disso, a alteração da dieta do animal pode ser necessária, sempre com acompanhamento do médico veterinário. Inclusive, já existem alimentos no mercado indicados especialmente para cães castrados.

Castrar cachorro previne doenças?

Sim. Esse é um dos maiores benefícios da castração de cachorro em relação à prevenção. Castrar uma fêmea antes do seu primeiro cio, por exemplo, diminui consideravelmente as chances dela desenvolver neoplasias mamárias. Além disso, elimina-se a chance dela ter piometra, uma infecção uterina muito comum em cadelas.

Castrar cachorros machos também diminui a chance deles de desenvolver câncer de próstata, além de previnir a transmissão de doenças geneticamente transmissíveis como epilepsia, displasia coxofemural, catarata juvenil, entre muitas outras.

Castrar cachorro influencia o comportamento do animal?

Sim. A castração de cachorros pode ter influência no comportamento dos animais, pois:

  • Reduz a frustração sexual;
  • Diminui a agressividade tornando-os mais dóceis e facilitando a sua interação social;
  • Diminui a necessidade de fugas, e possíveis atropelamentos e brigas;
  • Acaba com as ações típicas dos machos de montar em pessoas e urinar em local inapropriado para demarcar território.

Conclusão

Viu? Castração de cachorro não é nenhum procedimento monstruoso. Mas lógico que todos esses benefícios vão variar para cada cachorro, pois cada um possui um temperamento específico, dependendo da raça, histórico de vida, entre outros fatores. 

Além disso, a alteração comportamental dependerá muito, também, da idade do animal no momento do procedimento. Os cães machos mais maduros, por exemplo, que já possuem um comportamento definido, dificilmente perderão o costume de urinar em tudo ou montar nas pessoas, se isso já for um hábito corriqueiro.

Em geral, a castração dos machos é recomendada na sua maturidade sexual, ou seja, por volta de um ano de vida. Em contrapartida, as fêmeas devem ser castradas antes do primeiro cio, ou seja, por volta do quinto mês de vida.

Só para concluir, o mais importante é entender que a castração NÃO é uma cirurgia cruel, tampouco mutilação animal. Embora seja um procedimento cirúrgico, ele é simples e rápido, além de ser realizado com anestesia geral. Além disso, o seu pós operatório também costuma ser bastante tranquilo, principalmente quando os animais são jovens.

Related:

Postagem Anterior Próximos Posts

Sem Comentários

Deixe seu comentário